QUINTA-FEIRA, 13 AGOSTO 2020
entrar
pesquisar introduza o texto a pesquisar
Pagina inicial
 
Banner nova dimensão Banner nova dimensão 2
Alvarinho
Ecopista
Hotspots
Galeria de Imagens
Galeria de Vídeos
Mapas Interactivos
Agenda 21
Vale do Minho
Vale do Minho Digital
 
Portal Municipal de Monção » Turismo Município Monção » Gastronomia » Cordeiro à Moda de Monção
CORDEIRO À MODA DE MONÇÃO
VENCEDOR DO CONCURSO “7 MARAVILHAS À MESA DE PORTUGAL”


O Cordeiro à Moda de Monção, conhecido localmente como “Foda a Monção”, foi um dos sete pratos eleitos no concurso “7 Maravilhas à Mesa de Portugal”. A finalíssima teve lugar no dia 16 de setembro de 2018, na Praia dos Pescadores, em Albufeira, sendo a gala apresentada por José Carlos Malato e Catarina Furtado e transmitida em direto na RPP 1 e RTP Internacional.

Além do Cordeiro à Moda de Monção, a mesa candidatada pelo Município de Monção envolveu o vinho Alvarinho e aguardente velha do Palácio da Brejoeira, o património local simbolizado pelo Palácio da Brejoeira, incluindo a sua adega, a componente museológica representada pelo Museu Alvarinho e um evento de afirmação territorial, a Feira do Alvarinho.

Após a vitória neste prestigiado concurso que distinguiu as sete melhores mesas do pais e ilhas, o Município de Monção estabeleceu, com 21 restaurantes do concelho, uma carta de compromisso que, em linhas gerais, visou atingir um conjunto de requisitos e recomendações, garantindo a genuinidade, a qualidade e o requinte do prato.

Quais são? Compra do cordeiro numa exploração de Monção, abate no matadouro municipal, e processo de preparação obediente à receita original, isto é, entre os banhos e a cozedura deverá decorrer, pelo menos, um período de 24 horas.

A cozedura deve ser feita nos tradicionais fornos de lenha, aberto uma única vez para virar o cordeiro, e a apresentação ao cliente no típico alguidar oval de barro minhoto, com o cordeiro a pingar no peculiar arroz dourado e fumegante. Algo singular e saboroso.

Os restaurantes têm de servir cordeiro durante todos os fins de semana (sábado ao almoço e jantar e domingo ao almoço). Devem ainda garantir na ementa aquele prato nos dias de semana. Para tal, fez-se um sorteio. Sensivelmente, um dia por mês a cada restaurante.

Numa perspetiva de valorização dos nossos produtos endógenos, os restaurantes devem disponibilizar uma carta de vinhos com sete rótulos de vinho Alvarinho do concelho de Monção, devendo este ser servido em copo de pé alto a uma temperatura entre 10 a 12 graus.
 
Paralelamente, o Município de Monção lançou o guia “Cordeiro à Moda de Monção - Maravilha de Portugal”, o qual contém o nome e os contactos dos restaurantes aderentes, bem como a escala dos restaurantes que apresentam o prato em determinado dia.

Todos os restaurantes ostentam, à entrada, a placa distintiva de restaurante recomendado para servir Cordeiro à Moda de Monção. O guia encontra-se nos restaurantes, podendo ser solicitado na Loja Interativa de Turismo ou consultado/descarregado aqui.

“O prazer de estar à mesa é também o prazer de ir para lá, de lá chegar, de lá estar. Comer, beber, conviver e experienciar um roteiro turístico, desfrutando do melhor que o nosso concelho tem para oferecer. Convido-o(a) a visitar Monção”.


António Barbosa,
Presidente da Câmara Municipal de Monção

Confeção do Cordeiro à Moda de Monção, a nossa “Foda”

Mata-se o cordeiro e pendura-se na adega. Enquanto quente (depois de limpo), lava-se muito bem com água e sal, deixando-o assim para o dia seguinte. Logo de manhã, dá-se um banho com o seguinte molho: uma porção de vinagre, sal q.b., pimenta q.b., alho bem socado q.b., salsa bem picada, cebola bem picada....

Mistura-se tudo e esfrega-se muito bem o cordeiro (que deve estar pendurado conforme indicamos acima), por dentro e por fora, repete-se este banho por 3 ou 4 vezes. No dia seguinte, tira-se do local e coloca-se numa travessa.  Limpa-se todo com um pano para lhe tirar alguma cebola e restantes, do molho que em geral fica por dentro.

Num pouco de água de cozer carnes, misturamos uma carteirinha de açafrão e barra-se o cabrito, muito bem barrado e espetam-se bocados de presunto e tiras de toucinho. Vai ao forno de lenha, previamente aquecido, abrindo-se a porta uma única vez para o virar.
Guia do Cordeiro - Restaurantes Recomendados - Escala de serviço - Janeiro/Junho 2020Guia do Cordeiro - Restaurantes Recomendados - Escala de serviço - Janeiro/Junho 2020
 
CONSULTE OS NOSSOS EVENTOS

Meteorologia

M 21 ºC m 16 ºC

Serviços On-line
Boletim Municipal
Desenvolvimento
Informações úteis
Contactos
Política de Privacidade
Ligações Úteis
Mapa do Portal